Desde o seu ingresso na UFCG, o professor Dr. Xisto Souza Júnior tem tido uma preocupação especial em submeter projetos de iniciação científica por acreditar ser esta uma das principais oportunidades de estudantes adquirirem experiências e despontarem para a pesquisa. As pesquisas estão sempre voltadas para os estudos urbanos e dinâmicas regionais. Para participar dos projetos e se tornar um bolsista de iniciação científica supervisionado pelo professor um dos requisitos prioritários é estar vinculado a pelo menos um semestre no Grupo de Pesquisa GIDs em qualquer linha de pesquisa do grupo. Veja abaixo um pouco do histórico das pesquisas PIBIC e PIVIC desenvolvidas por estudantes sob orientação do professor Xisto Souza Júnior.

2019 - 2020 (PIBIC)

Bolsista: GUSTAVO CAVALCANTE BEZERRA

Projeto: UMA CONTRIBUIÇÃO GEOGRÁFICA PARA CONSOLIDAÇÃO DO TURISMO COMO ALTERNATIVA DE DESENVOLVIMENTO DO MUNICÍPIO DE INGÁ-PB E ÁREA DE INFLUÊNCIA

A presente proposta de pesquisa surge dos resultados obtidos em uma pesquisa anterior desenvolvida com financiamento do CNPq entre os anos de 2013-2016 através da qual identificamos quatro áreas turísticas no Estado da Paraíba sendo uma consolidada-real (João Pessoa), uma em consolidação-potencial (Campina Grande) e duas ainda em processo de estruturação (Patos e Cajazeiras).  Ao término da pesquisa observou-se que a área geográfica polarizada por Campina Grande necessitaria de um estudo mais consolidado voltado para identificação das potencialidades dos municípios que a compõem para que seja possível a definição da primeira Zona Turística do Estado da Paraíba. Submetemos então uma nova proposta (MCTIC/CNPq - 429976/2018) que foi aprovada em 2018 para ser desenvolvida entre os anos de 2019-2021 a qual se propõe a análise da região imediata de Campina Grande com ênfase nos municípios identificados nas pesquisas anteriores (Areia, Alagoa Grande, Fagundes Ingá, Cabaceiras, Boqueirão, Monteiro e Campina Grande) sustentando-se na tese de que o turismo pode se concretizar como alternativa ao desenvolvimento regional por proporcionar o fortalecimento e diversificação da base produtiva, aumentar a competitividade e integrar os territórios proporcionando tanto a participação do poder público nas três instâncias federativas (municipais, estadual e federal) na parceria com o setor privado considerado como estratégico na viabilização das políticas de desenvolvimento territoriais. Para a presente projeto de Iniciação Científica orientaremos o estudante a analisar os atrativos da cidade de Ingá e sua inclusão no contexto do desenvolvimento regional. Os procedimentos metodológicos a serem utilizados consiste de levantamento bibliográfico; levantamento de informações em órgãos oficiais e elaboração de mapeamento dos atrativos. Com o seu desenvolvimento, estima-se, portanto, uma melhoria no orçamento individual das municipalidades envolvidas sendo o retorno estimado pelo aumento da visitação nestes mesmos dinamizando a economia e promovendo desenvolvimento social.

http://lattes.cnpq.br/7480162545472092

GIDsufcg, dezembro de 2020

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE, RUA APRIGIO VELOSO, 882, BAIRRO CIDADE UNIVERSITÁRIA, BLOCO BH, SALA 5

Elaborado por Xisto Souza Jr (999407075(