Desde o seu ingresso na UFCG, o professor Dr. Xisto Souza Júnior tem tido uma preocupação especial em submeter projetos de iniciação científica por acreditar ser esta uma das principais oportunidades de estudantes adquirirem experiências e despontarem para a pesquisa. As pesquisas estão sempre voltadas para os estudos urbanos e dinâmicas regionais. Para participar dos projetos e se tornar um bolsista de iniciação científica supervisionado pelo professor um dos requisitos prioritários é estar vinculado a pelo menos um semestre no Grupo de Pesquisa GIDs em qualquer linha de pesquisa do grupo. Veja abaixo um pouco do histórico das pesquisas  PIVIC desenvolvidas por estudantes sob orientação do professor Xisto Souza Júnior.

2015-2016

A ESPACIALIZAÇÃO DA VIOLÊNCIA URBANA EM CAMPINA GRANDE: o discurso do medo e sua influência na organização socioespacial

BOLSISTA VOLUNTÁRIO:

Faryd Maracajá Napy Charara

A Cidade de Campina Grande vem se destacando ao longo das três últimas décadas como uma das áreas urbanas do Estado da Paraíba que mais obteve ações de reestruturação do seu espaço. Se por um lado isto materializa novas tendências para a promoção de seu desenvolvimento urbano, por outro tem influenciado no crescimento e difusão de práticas socioterritoriais que colocam em xeque a constituição da ambiência urbana, a exemplo do crescimento da violência. .

CAMPINA GRANDE VISTA EM ENTREVISTA: A ELABORAÇÃO DA IMAGEM URBANA A PARTIR DA ANÁLISE DE DISCURSO

 

O trabalho pauta-se no uso da memória urbana como referência para as redefinições do seu espaço e da consequente valorização do imaginário urbano no confronto entre a cidade que se tem e a cidade que se imagina e quer, considerando como hipótese as dificuldades dos órgãos governamentais e sociedade civil na utilização e disponibilização de imagens de seu contexto urbano, impressas ou não, como base para se entender a dinâmica socioespacial urbana do espaço campinense.

BOLSISTA VOLUNTÁRIO:

Chistiane Jéssika Vidal dos Santos

2016-2017

A REESTRUTURAÇÃO URBANA EM ZEIS DOS DISTRITOS SANITÁRIOS I E II DA CIDADE DE CAMPINA GRANDE-PB: UMA ANÁLISE DA PARTICIPAÇÃO DOS MOVIMENTOS URBANOS

DOCENTE-COORDENADOR:

Prof. Dr. Xisto Serafim de S. de Souza Júnior (Líder)

 

BOLSISTA VOLUNTÁRIO:

Alessandro Michell de Araujo Silva

http://lattes.cnpq.br/0734340104122025

O debate sobre as práticas socioespaciais responsáveis pela reestruturação dos espaços urbanos vem ganhando uma importância cada vez maior entre os diversos segmentos da sociedade civil organizada. Em Campina Grande este processo se materializa no momento em que a sua dinâmica urbana sofre intensivos processos de transformações em sua estrutura, especialmente no que se refere ao ordenamento urbano, sendo um desses processos a desconcentração socioespacial....

2017-2018

TERRITÓRIOS DO MEDO: UMA ANÁLISE SOBRE A SENSAÇÃO DE INSEGURANÇA NOS ESPAÇOS PÚBLICOS DE CAMPINA GRANDE

DOCENTE-COORDENADOR:

Prof. Dr. Xisto Serafim de S. de Souza Júnior (Líder)

 

BOLSISTA VOLUNTÁRIO:

Pedro de Farias Leite e Silva

 http://lattes.cnpq.br/1383848393014108

Não é de hoje que a violência se constitui como um dos principais problemas sociais. No caso das áreas urbanas, a sua difusão tem produzido interferências significativas no que diz respeito ao interesse pelo uso do espaço a partir da apropriação. De fato, enquanto questão socioterritorial, se utilizarmos uma linguagem geográfica, o aumento dos casos de violência interfere diretamente nas práticas cotidianas dos indivíduos, por despertar nestes sentimentos como medo e apreensão, assim como nas próprias relações de produção uma vez que condiciona, no tempo e espaço, as ações de estruturação da cidade. ...

Gostou do tema?  entre em contato direto com o pesquisdor!

TERRITÓRIOS DO MEDO: UMA ANÁLISE SOBRE A SENSAÇÃO DE INSEGURANÇA NOS ESPAÇOS PÚBLICOS DE CAMPINA GRANDE

DOCENTE-COORDENADOR:

Prof. Dr. Xisto Serafim de S. de Souza Júnior (Líder)

 

BOLSISTA VOLUNTÁRIO:

Maria Clara Alves Rodrigues

 http://lattes.cnpq.br/6859390429197598

A cidade está em crise. O forte adensamento populacional associado à falta de infraestrutura e planejamento adequado as novas velocidades evidenciadas na cidade tem propiciado novas conjunturas quanto à produção e consumo do espaço urbano. O imediato em detrimento da vivência tem sido um dos principais fatores que vêm modificando o sentir à cidade e, consequentemente, a difusão da perda da “memória urbana” enquanto artifício da promoção da ambiência.

Gostou do tema?  entre em contato direto com o pesquisdor!

2018/2019

ESPACIALIZAÇÃO DOS EVENTOS DE VIOLÊNCIA EM CAMPINA GRANDE: TENDÊNCIAS E DESAFIOS 

DOCENTE-COORDENADOR:

Prof. Dr. Xisto Serafim de S. de Souza Júnior (Líder)

 

BOLSISTA VOLUNTÁRIO:

MARIA LARISSSA ALVES DA SILVA SANTOS

http://lattes.cnpq.br/0335477443568351

A Cidade de Campina Grande (PB) tem se destacado ao longo das três últimas décadas como uma das áreas urbanas do Estado da Paraíba que mais obteve ações de reestruturação do seu espaço. Se por um lado isto materializa novas tendências para a promoção de seu desenvolvimento, por outro tem influenciado no crescimento e difusão de práticas socioterritoriais que colocam em xeque a constituição da ambiência urbana, a exemplo do crescimento da violência, especialmente nos espaços centrais cuja dinâmica espacial se tornam mais evidentes, conforme observado em pesquisa realizada entre os anos de 2010 e 2012...

Gostou do tema?  entre em contato direto com o pesquisdor!

A INSEGURANÇA EM ESPAÇOS PÚBLICOS: UMA ANÁLISE DO CAMPUS I DA UFCG A PARTIR DO DISCURSO DA COMUNIDADE ACADÊMICA

DOCENTE-COORDENADOR:

Prof. Dr. Xisto Serafim de S. de Souza Júnior (Líder)

 

BOLSISTA VOLUNTÁRIO:

GUSTAVO CAVALCANTE BEZERRA

http://lattes.cnpq.br/7480162545472092

Na atual conjuntura socioespacial de Campina Grande a sensação de insegurança vem sendo concebida como um grande desafio a ser superado por interferir diretamente na sensação de medo e identidade com os ambientes urbanos, especialmente nos espaços de acesso coletivo. Assim como ocorre com a cidade, a violência e a conseqüente difusão da sensação de medo se constituem como uma realidade presente no Campus I da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG). A presente proposta busca, portanto, mapear as áreas em que as situações de risco se apresentam de forma mais expressiva. As ações estarão sustentadas no uso do Método qualiquativo a partir da análise do discurso de professores, estudantes e representantes do setor técnio-administrativo e de informações obtidas com a análise de inquéritos sobre a temática. A perspectiva é que esta atividade possa contribuir com melhorias ao cotidiano universitário ao gerar condições para reprodução da sensação de segurança na Universidade, auxiliando as instâncias administrativas uma leitura sobre as áreas estratégicas para o desenvolvimento das políticas de gestão universitária.

Gostou do tema?  entre em contato direto com o pesquisdor!

GIDsufcg,março de 2020

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE, RUA APRIGIO VELOSO, 882, BAIRRO CIDADE UNIVERSITÁRIA, BLOCO BH, SALA 5

Elaborado por Xisto Souza Jr (999407075(